terça-feira, 8 de setembro de 2009

Praia do Marco



Quer conhecer um paraíso , visite a Praia dos Marcos fica entre Pedra Grande e São Miguel de Gostoso aqui no Rio Grande do Norte, praia acochegante, própria para o descanso, com piscina natural, banho de lama no qual as pessoas antigas falam que é medicinal, bom para a pele, arrecifes, e o principal: o 1° marco colonial implantado no Brasil, boa para prática de windsurf,boa para pesca, muitas áreas virgens ainda sem ser habitada

formada por dunas enormes, a praia do Marco é conhecida como Dunas do Vespúcio (uma homenagem a Américo Vespúcio, que integrava a expedição de Lemos). Apesar da importância histórica desse marco colonial, o fato é conhecido, no geral, apenas por estudiosos e historiadores. Eu fui a primeira pessoa a construir uma casa lá, quando cheguei só tinha barraco, não tinha energia e eu nem te falo a dificuldade para trazer o material para construir a minha casa. Na beira do mar observei e vi uma senhora lá nas dunas, no qual me chamou muito atenção, tive curiosidade de conhece-la,o barraquinho dela era no alto das dunas e ao chegar lá avistei ela com uma mão de pilão quebrando milho para fazer farinha e se alimentar, fiquei curiosa por encontra-la , e dentre as nossas conversas, uma frase que ela me falou marcou: minha filha vim para este lugar porque sonhei que aqui iria ficar povoado, olhe e veja não tem ninguém ? mas aqui vai ficar cheinho de casas ....e mais outras coisas que ela me falou...hoje vejo minha praia querida cheia de moradores e eu como testemunha e muita história para contar, que breve terei imenso prazer de escrever sobre e ela. Hoje já temos duas pousadas, com boa comida, recebemos vários turistas, é uma praia abençoada por Deus.

3 comentários:

  1. Anônimo6.10.09

    Gostaria de saber mais sobre a história da praia do Marco,sobre este primeiro marco português colonial chantado em 1501 em terras ultramarinhas,por Américo Vespúcio e Gaspar de Lemos ??
    roberto@digi.com.br

    ResponderExcluir
  2. Existe investigações e até livro publicado sobre a história do Marco que para maior parte da população estava incógnito.Por ordem real do rei D. Manuel I, 03 embarcações comandada pelo o capitão-mor André Gonçalves, Gaspar de Lemos e Américo Vespúcio, deixaram Portugal com destino a nova terra....Dia 07 de Agosto de 1501 a frota chegou a orla marítima da cidade de Touros na divisa dos municípios de São Miguel de Gostoso e Pedra Grande : praia do Marco. O marco mede 1 metro e 28 centímetros de altura,20 cm de espessura, e 30 centímetros de largura, seu contorno é de 1 metro e 5 centímetros de largura. Foi feito de mármore branca com granulação fina com escudo da coroa Portuguesa e o desenho da Cruz da Ordem dos Cavaleiros de Cristo. comprovando a primeira providência tomada pelos Portugueses,ao chantar o 1° Marco na terra do Brasil.Por motivo de uma aproximação fracassada dos índios no litoral próximo ao Marco sendo assassinados 03 membros da expedição sendo devorados e comidos pelos índios antropófagos , o capitão Vespúcio decidiu continuar á missão pelo litoral da Terra de Vera Cruz.Atualmente o Marco encontra-se no museu da fortaleza dos Reis Magos- Natal RN, e sua replica na Praia do Marco.
    Oswaldo de Souza constatou que a população fanática e ignorante chamava o Marcos de Touros pelo o nome de "Santo Cruzeiro".Os moradores locais, crentes da "santidade" do monumento, chegavam a retirar lascas de pedra de mármores para o preparo de chás com "poderes milagrosos de cura".
    "Diário de Natal", edição de 21 de Abril de 2000- 'A posse foi exercida fisicamente na simbologia do Marco, chantado na Praia dos Marcos, ao norte de Natal. Do ponto de vista jurídico, pode-se dizer que o Brasil nasceu, para conhecimento de outras nações, no Rio Grande do Norte.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo21.12.11

    Sou Francivan de Natal Adorei a praia do marco logo em breve estarei ai trabalhando na energia Eolica e vou ficar na praia do marco e quem sabe muito tempo pois o por do sol é lindo e a praia maravilosa.......

    ResponderExcluir

faça um comentario construtivo que venha a edificar